Os textos de Gabito Nunes


Um texto que postei em 2012 e que faz todo o sentido em 2016.

Campos de morango para sempre

 Não quero soar como aqueles seus ex-namorados controladores ou sentimentais, mas dá pra ver no brio pálido dos teus olhos de sangue, que o mundo anda arrancando suas cutículas. Conte mais a respeito, te espero às sete, no último lamento do sol, antes de afogar-se no púrpura-laranja-escarlate do rio. Naquele mesmo banco latino-americano, no mesmo parque, encarando aquela estátua histórica que a gente ainda não descobriu quem está lá, montado no cavalo, para sempre. Traga cigarros, um sorriso improvisado e um pano pra grama que caiba nada mais que nós dois.

Hein. Não é bom saber que você tem um amigo que te ama mais que um amigo? Olha, eu sei que você andou cruzando esquinas a fim de uma pessoa que não era eu, só que não ligo. Essa coisa de orgulho e dignidade nunca foram comigo mesmo. E ainda que eles tenham levado…

View original post mais 506 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s