Sobre Sonhos …


Todas nós temos sonhos  pequenos ou grandes . Quando somos crianças temos, e eles continuam dentro de nós quando crescemos, e sonhamos com o que poderia acontecer e se a gente terminaria feliz . Ou pensando no que poderia ter acontecido. E ficamos inseguras, e todas as emoções se  juntam.

E quando crianças  achamos que nada pode nos impedir . Engraçado que quando crescemos ficamos inseguras, e não sabemos mais se tudo será possível , sempre achamos que estamos atrasados, e todos os outros adiantados, todos quase atingindo suas metas,  e nós a três passos atrás.

Por coincidência minha série preferida em um episódio falava sobre isso, um trecho:

“Puck: Não precisa de um bebê , de um cara,
nem de ninguém para ti fazer especial.
Se tem alguém que acredito que sairá desta cidade e vai fazer algo da vida é você.

Quinn : Talvez eu só deva, me livrar das más e loucas decisões de uma vez.

Puck: Te vejo em um lugar quente e glamoroso, tipo Los Angeles, Miami , ou Toronto”.

Na série, todos ja tem seus sonhos já programados e Quinn ainda se sente sem saber o que fazer, pois já tem 17 anos. E muitas vezes nos sentimos assim, estamos crescendo e será que vamos conseguir realizar nossos sonhos ?

Bom, por coincidência também eu tenho escutado essa música bastante, e ela fala justamente sobre isso. É uma música antiguinha da Kelly Clarkson- Breakaway, e pela depoisdosquinze.com soube que quem escreveu a letra foi Avril Lavigne. Abaixo o clipe e a tradução: 

Cresci numa pequena cidade
E quando a chuva caía 
Eu apenas olhava pela janela
Sonhando com o que poderia acontecer
E se eu terminaria feliz
Eu rezaria

Eu abrirei minhas asas e aprenderei a voar

Eu farei o que for necessário até tocar o céu
E farei um pedido, arriscarei, mudarei
E escaparei
Saindo da escuridão e entrando no sol
Mas eu não esquecerei as pessoas que amo
Correrei o risco, arriscarei, mudarei
E escaparei

Quero sentir a brisa quente
Dormir embaixo de uma palmeira
Sentir o agito do oceano
Subir num trem rápido
Viajar num jato para longe
E escapar

Edifícios com centenas de andares
Passando por portas giratórias
Talvez eu não saiba para onde elas me levarão, mas
Tenho que continuar, continuar
Voar, escapar

( De: Isadora Tonceda)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s